I made this widget at MyFlashFetish.com.

sexta-feira

TRÂNSITO SEM MOTORISTAS

A esquizofrenia no trânsito das grandes cidades e a estúpida ideia de fabricar mais e mais carros para sustentar nossa economia não deixa saída: violência e acidentes crescerão proporcionalmente, assim como o estresse geral. Do mesmo jeito vai haver mais poluição sonora, do ar e outras consequências, como o aumento das despesas com saúde pública e um enlouquecimento do clima do planeta. Não fosse a falta de inteligência no emprego de recursos do Estado e falta de vontade, já teríamos solucionado o problema. A tecnologia está aí e pode ser usada para isso. Através de uma convergência de incríveis recursos tecnológicos que já existem, podemos pelo menos sonhar com o fim da loucura do trânsito. Imagine veículos automotores que jamais colidiriam. Seria o fim do estresse nas ruas. Aqui e ali várias dessas tecnologias já estão sendo usadas e poucos percebem.

Os automóveis têm sensores que advertem o motorista sobre a distância entre os para-choques e os obstáculos. Também existem os GPS, que localizam destinos e encontram os caminhos mais curtos. Pois bem, a junção dessas tecnologias com mais meia dúzia de outras pode muito bem compor um sistema integrado de trânsito, gerido por um ou mais computadores que decidiriam, sem interferência humana, todos os movimentos do veículo. O investimento seria absurdamente alto e ainda precisaríamos adaptar todos os automóveis. Mas parece ser uma solução bem razoável, que já está em estudos em vários lugares, inclusive nos laboratórios da Audi, em Los Angeles, EUA.

A propósito, São Paulo deverá ser uma das primeiras cidades do Brasil a cumprir a resolução do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) Nº 212/06, que dispõe sobre a implantação do SINIAV (Sistema de Identificação Automática de Veículos) em todo o território nacional. O SINIAV é um sistema composto por placas eletrônicas instaladas nos veículos, antenas leitoras, centrais de processamento e sistemas informatizados. A partir desse Sistema, ficará mais fácil fiscalizar e identificar os veículos que circulam. O objetivo é dar mais segurança dos cidadãos, aperfeiçoar a gestão do tráfego e a fiscalização de veículos. No caso de São Paulo, espera-se reduzir a inadimplência no pagamento de IPVA, licenciamento e multas. No futuro será possível autuar condutores por excesso de velocidade a partir dos dados fornecidos. É o começo de tudo.

O futuro do trânsito motorizado é entrar em um veículo e ser conduzido pela máquina ao invés de ser conduzido. Nenhum problema com motoristas que dormem ao volante ou que dirigem bêbados. Bastará embarcar e relaxar. Os apressadinhos, que ironia, terão que ir de bicicleta.

Um comentário:

Carros & Cia disse...

Ola amigo, primeiramente quero parabeniza-lo pelo blog.

Segundo Quero lhe fazer uma proposta de troca de links, ja estou inserindo link do teu blog em meus blogs que sao http://www.conexaovip.com/blog (page rank 5) e http://www.stars.conexaovip.com nestes meus 2 blogs ja constam seu link, se nao quiser inserir meus links me avise que retiro seu link de meus blogs, abraços.